Dicas para mamães

Dicas-para-mamães

Por que meu filho chora tanto? Será que estou cuidado do umbiguinho corretamente? Ele mama ou dorme o suficiente? E se assar? Podemos passear no shopping?

Dúvidas não faltam na cabeça das mamães quando se veem com seu lindo bebê nos braços e uma pontinha de insegurança que atormenta os pensamentos.

Soma-se as essas incertezas o fato de que muitas mulheres desta geração já não teve, como antigamente, a oportunidade de acompanhar suas mães cuidando dos irmãos ou até mesmo suas avós, que lidavam com tanta habilidade com os primeiros procedimentos com os bebês, fossem seus filhos, netos ou bisnetos.

Por isso nesta edição a Vida bebê selecionou alguns assuntos simples, porém que acarretam muitas perguntas, respondidas pela pediatra Maria Cecília Rodrigues Oliveira.

A médica dá dicas importantes que podem fazer a diferença na rotina das mamães, favorecendo o desenvolvimento mais saudável e tranquilo dos bebês.

CHORO

O choro é a primeira forma que a criança encontra para se comunicar. Através dele, o bebê pode manifestar sua dor, insegurança, mal estar ou apenas chamar a atenção dos adultos.

Se cessar rapidamente, após a mamada, troca de fraldas ou até mesmo por meio de brincadeiras, não há necessidade de intervenções. Mas se for contínuo ou intermitente, deve-se verificar a causa e buscar ajuda médica.

CÓLICA

A cólica ocorre em função da imaturidade gastrointestinal. Alguns bebês suportam mais a dor, mas outros não. A indisposição também pode estar relacionada com a quantidade de ar ingerido durante a amamentação, se a pega da mama não estiver sendo feita de forma adequada.

“Em casos mais raros e extremos, pode haver malformações gástricas ou intestinais, as quais precisam ser investigadas”, alerta.

FRALDAS

A troca de fraldas deve ser feita com mais frequência possível para evitar a umidade da pele e as assaduras. Deve-se verificar também se o tipo de fralda é o mais adequado para a pele do bebê. Alguns materiais podem desencadear alergias e consequentemente assaduras.

A limpeza da pele também é muito importante e deve ser feita preferencialmente com água morna, secando bem em seguida. Segundo ela, tomar sol também evita assaduras.

AMAMENTAÇÃO

É sem dúvida o gesto mais importante após o nascimento. Além de ser o melhor alimento para o bebê por ser o mais completo, o leite materno é rico em anticorpos que protege a criança no seu primeiro ano de vida, enquanto a produção de seu sistema imunológico ainda é deficiente.

Além disso, o laço afetivo decorrente da amamentação é muito importante para o desenvolvimento psíquico e neurológico do bebê.

SONO

A quantidade ideal sono, assim como para adultos, varia entre os bebês que, em geral, podem dormir até 18 horas por dia. Para não haver trocas do dia pela noite, as dicas são evitar que a criança durma em intervalos longos durante o dia, além de amamenta-lo mais vezes. “Assim ficará bem alimentado e terá mais sono à noite”, diz a médica.

O ambiente também deve ser de tranquilidade, com cores leves e sons amenos.

BANHO

Não há regras fixas para a hora do banho, mas, geralmente nos primeiros meses de vida, o melhor horário é o logo no início da tarde, quando a temperatura dia está mais quente.

Já nos meses seguintes pode-se dar mais de um banho por dia no bebê, para refresca-lo e acalma-lo também. A temperatura da água deve ser medida com um termômetro ou com dorso da mão.

O volume de água também não deve ser excessivo para não representar perigo afinal, além da higiene, o banho ainda representa um momento de brincadeira e prazer para o bebê.

COTO UMBILICAL

O coto umbilical nada mais é que a ligação do bebê com a placenta durante a gestação. Após o nascimento ele é cortado. Geralmente a parte que fica externa na barriguinha do bebê cai entre sete a 14 dias após o nascimento. “Em alguns casos, quando há demora na queda, pode haver alguma ligação com deficiência da imunidade da criança”, explica.

A limpeza do coto deve ser feita durante o banho e depois seque bem o local. Na sequência é necessário o uso de álcool 70%. A médica acrescenta que o banho de sol ajuda na secagem e na queda.

VACINAS

Todas as vacinas disponíveis na rede pública são importantes e necessárias. “Por isso o calendário deve ser seguido rigorosamente”, observa. Saídas com o bebê no primeiro mês de vida devem ser evitadas, assim como aglomerações e viagens longas. “Bebês gostam e precisam de rotina”.

COLO

O colo é sempre bem vindo para o bebê e para a mãe, que sabe da necessidade de aconchego, amor e carinho para que o filho se desenvolva de maneira saudável. “Mas deve-se evitar exageros para que o colo não se transforme em vício. Dessa maneira, teremos bebês saudáveis fisicamente e emocionalmente”, finaliza.

advertisement

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback para seu próprio site. Você também pode assinar esses comentários via RSS.

Seu e-mail nunca será compartilhado. Campos obrigatórios marcados com *