Como evitar assaduras

As temperaturas sobem e um problema comum entre os bebês se agrava e preocupa ainda mais as mamães nesta época: a assadura. Segundo o pediatra Luis Carlos do Amaral Vieira, o problema também é conhecido como dermatite das fraldas. “Como o próprio nome diz, a principal causa é o uso das fraldas, que provoca a exposição prolongada da pele com a urina e o aumento da temperatura, além do próprio atrito com a pele”, afirma.
O especialista explica que todo bebê, enquanto usar fraldas pode ser acometido por assaduras.
Partes da pele que ficam cobertas pela fralda ficam vermelhas e irritadas. Às vezes, as áreas afetadas têm um aspecto ressecado, outras vezes úmido, e também podem aparecer pequenas brotoejas.
Ele lembra que a dermatite pode se complicar com infecções secundárias, por bactérias ou mais frequentemente por fungos, mas não chega a levar às consequências mais graves. O Dr. Amaral destaca que a prevenção deve ser feita com a troca frequente das fraldas, pela lavagem com água morna quando a fralda estiver com xixi e com água e sabonete quando há fezes. O uso de pomadas e cremes é útil na prevenção, funcionando como barreira ao contato.
O tratamento, de acordo com o médico, também é feito com pomadas e cremes próprios para assadura mas, nos casos onde não se percebe melhora, deve-se procurar o pediatra da criança.
O treinamento para a retirada da fralda durante o dia dever ser iniciado aos 18 meses. Já durante a noite, a utilização pode ser até os quatro anos.

advertisement

Deixe um comentário

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback para seu próprio site. Você também pode assinar esses comentários via RSS.

Seu e-mail nunca será compartilhado. Campos obrigatórios marcados com *